Governo do RN negocia voo fretado de Lisboa para Natal

Governo do RN negocia voo fretado de Lisboa para Natal

22 de maio, 2021 Off Por Setur RN

A convite do presidente da Rede Vila Galé Hoteis, Jorge Rebelo de Almeida, a secretária de Turismo do RN, Aninha Costa, e o presidente da Emprotur, Bruno Reis, acompanham a Governadora Fátima Bezerra e o vice-governador, Antenor Roberto, em visita ao maior empreendimento hoteleiro do Estado, o Vila Galé, localizado no município de Touros. O encontro tem o intuito de viabilizar um voo fretado entre Lisboa/Natal.

“A articulação entre as secretariais de agricultura, economia e turismo demonstra que o Governo do Estado está unido e engajado na captação de voos que trarão um retorno significativo para a nosso desenvolvimento e também um importante incremento de passageiros internacionais, considerando que Portugal é o nosso principal emissor de turistas na Europa”, destaca a Governadora Fátima.

Além de visita ao empreendimento, foi realizada uma reunião com o representante da companhia aérea Euro Atlantic, Eugênio Fernandes; o representante da operadora de viagens portuguesa Sonhando, José Manoel Antunes e os demais representantes do Governo para debaterem formas de viabilizar a captação de voos fretados Lisboa/Natal, uma vez por semana, com o intuito de exportar produtos potiguares e a importação de produtos da Europa, bem como a facilidade de conexão de turistas para o Rio Grande do Norte.

As tratativas desta reunião já vinham ocorrendo entre a Setur/RN, a Emprotur e o Grupo Vila Galé. “O turismo no Rio Grande do Norte é um investimento seguro, o Vila Galé é uma prova disso. Precisamos estar atentos e vigilantes quanto à segurança sanitária, mas precisamos ter um olhar otimista para o turismo e para a nossa economia”, disse a secretária de Turismo, Ana Maria da Costa.

Também participaram do encontro o prefeito do município de Touros, Pedro Filho, o diretor de operações do grupo Vila Galé no Brasil, José Antônio Bastos, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado e o secretário Adjunto de Agricultura e Pesca (Sape), Marcelo Júnior.