Pedro Velho

Informações Gerais:

  • Localizada: 

Em pleno Agreste Potiguar, a 80 km de Natal, a cidade de Pedro Velho possui cerca de 15 mil habitantes. O turismo Histórico e rural é sua maior atração.

  • Vegetação: 

Floresta Subcaducifólia – vegetação que se caracteriza pela queda das folhas das árvores durante o período seco. 

Cerrado – vegetação aberta com predominância de gramíneas intercaladas de árvores e/ou 

Arbustos, que ocorre em áreas de clima tropical. 

Campo de Várzea – vegetação que ocorre nas várzeas úmidas e periferia de cursos d’água, 

Constitui–se, principalmente, por espécies herbáceas da família das gramíneas e ciperáceas. 

Entre outras espécies destacam-se a baronesa, junco e periperi.  

  • O Clima: 

Tropical chuvoso, período de janeiro a agosto. 

  • O Relevo: 

Menos de 100 metros de altitude. 

Depressão sub-litorânea – terrenos rebaixados, localizados entre duas formas de relevo de maior altitude. Ocorre entre os tabuleiros costeiros e o planalto da Borborema. 

  • Hidrografia: 

O município encontra-se com 90,96% do seu território inserido na Bacia Hidrográfica do rio Curimataú e 9,04% na Bacia Hidrográfica do rio Guajú. 

  • Economia: 

A economia do município pode ser dividida em três setores diferentes: o primário, o secundário e o terciário. Destes, o setor que rende mais no produto interno bruto municipal é o terciário, seguido pelo setor primário. 

Como Chegar:

Atrações e Destaques:

  • Sumaumeira árvore típica da Amazônia:

A semente desta foi trazida da Amazônia e plantada pelo um seringueiro (comerciante de produtos amazônicos que viveu neste local entre os séculos XVIII a XIX). Abaixo das raízes do Pau Grande, nota-se ainda o alicerce da casa onde viveu com sua família. O Pau Grande é um dos únicos ser sobrevivente testemunha da enchente que devastou o prospera Vila de Cuitezeiras em 13 de Maio de 1901. Não temos a idade correta, mais iremos fazer um estudo para identificar uma suposta idade, mais se falam que tem mais de 150 anos a árvore.

  • Ruínas da capela dedicada a Santa Rita de Cassia:

Ali os Afonsos iniciaram a construção da capela em honra de Santa Rita de Cássia no século XIX, benta em 1862 e em torno da qual se edificaram as primeiras moradias e as práticas religiosas locais. Tombada pelo o IPHAN e Fundação José Augusto.

  • Ponte de Ferro da antiga Ferrovia:

A linha que originalmente unia a estação de Brum, no Recife, a Pureza, próximo à divisa entre Pernambuco e Paraíba, foi aberta de 1881 a 1883 pela Great Western do Brasil, empresa inglesa que tinha a posse e a concessão da E. F. Recife ao Limoeiro.A construção da ponte de ferro também foi no século XIX, Em outubro de 1882, alcançaram Lagoa de Montanha. Cuitezeiras estava ligada à capital da província. O tráfego ferroviário animava a todos. A criação da vila impunha-se. Foi feita. Possuía edifício de intendência, mercado,feira Capela de Santa Rita, cemitério, os primeiros alinhamentos das ruas. Era agora o regime republicano. Cuitezeiras produzia 300 toneladas de algodão. Tinha 20 fazendas de criação, dois engenhos de açúcar, dois descascadores de algodão.

A ponte Férrea Também oferece uma bela vista do pôr do sol.

É muito procurada por casais, aonde forma um belo cenário, no fim da tarde.

  • O Mirante do Cristo Rei e sua escadaria da penitencia com 166 degraus:

O Cristo Rei foi erguido e inaugurado em 16 De Dezembro do ano 1956, pela cooperação de Antônio Fernandes da Costa, preito de fé e reconhecimento homenagem de puro amo de seu povo fiel.

  • Terminal Turístico do Agreste (Balneário):

Construído com recursos exclusivos do município e Inaugurado em 12/11/1978, como área de lazer.

O Rio Piquiri, forma uma piscina natural, é um rio perene aonde tem água o ano inteiro, é um dos principais pontos turísticos de Pedro velho e aonde caracteriza o município, na época do ano de 1978, fomos exclusivamente pioneiro a desenvolve a pratica do ecoturismo no Rio Grande do Norte, foi justamente a parti disso que se ouve um grande avanço no ecoturismo.

Galeria de Fotos: